Saúde Bucal e Cirurgia Bariátrica

Postado por Suzanclin em 25/out/2021 - Sem Comentários

Talvez você nunca parou pra pensar nessa relação mas sabia que existe uma relação bem importante entre a sua saúde bucal e a cirurgia bariátrica? Pois é, e nós escolhemos este Dia Nacional da Saúde Bucal pra falar sobre isso com vocês.

Sabemos que a saúde bucal é extremamente importante na vida de qualquer pessoa, porque ela influencia muito no modo com que você se alimenta e digere os alimentos, e justamente por isso alguns pacientes de cirurgia bariátrica necessitam ter um acompanhamento mais próximo de um dentista. Por exemplo, pacientes que tem mais de um dente perdido na mesma região, tem a passagem do alimento livre, impossibilitando que o ele mastigue, o fazendo optar por opções pequenas (podendo não ser suficiente).

Além disso, pacientes que comem errado normalmente tem uma saúde bucal prejudicada. A alimentação com alto teor de alimentos açucarados, como o leite condensado, vai ter uma consequência na saúde bucal, especialmente ligado à cárie dentária.

Vamos agora falar um pouco sobre quais cuidados você deve ter no pré e no pós-cirúrgico.

Pré-cirúrgico

O alto consumo de carboidratos e açúcares aliados a uma higiene bucal deficitária são fatores determinantes de problemas como cáries, problemas de canal e periodontais (osso e gengiva) podendo levar a futuras extrações dentárias e consequente perda da função mastigatória. Além disso, o diabetes, doença comumente associada à obesidade, favorece o desenvolvimento da doença periodontal com acentuada perda de dentes. Portanto é claro que a população obesa possui disfunções bucais com mais frequência que a população não obesa.

Por isso, é muito importante, desde o início do acompanhamento pré-operatório do paciente, a avaliação clínica, adequação de meio e orientações de higiene bucal nos pacientes que serão submetidos ao procedimento de redução de estômago. Mais importante ainda é quando a equipe médica trabalha em conjunto com o Dentista e o Nutricionista, áreas diretamente relacionadas com a ingestão de alimentos.

O acompanhamento pré-operatório se mostra importante também pois pacientes que têm baixa saúde bucal costumam preferir por alimentos líquidos. Nesse caso são oferecidos alimentos mais pastosos, com a quantidade suficiente de nutrientes. Além disso, é estimulada a mastigação.

Dicas para antes da cirurgia

  • Procurar um profissional de sua confiança, ou da equipe multidisciplinar que verificará as condições de saúde oral;
  • A avaliação inicial deve levar em conta a presença de cáries, focos de infecção (problemas periodontais e endodônticos), extrações e ausências dentárias;
  • Seguir com disciplina todas as recomendações passadas;
  • Iniciar o tratamento dentário assim que qualquer irregularidade for detectada.

Pós-cirúrgico

A mastigação incorreta é uma das causas de complicação para os pacientes após a cirurgia bariátrica, nosso cérebro leva até 20 minutos para entender que não estamos mais com fome. É necessário ter atenção no momento da alimentação e evitar atos como comer em frente à televisão, por exemplo.

Após a cirurgia é muito comum o relato de boca seca e dentes ásperos, assim como áreas irritadas e descamadas de tecido mole. Isso ocorre devido à diminuição da ingestão de líquidos nos primeiros meses pós cirurgia, até que o paciente se acostume com sua nova dieta.

Ingerir água é muito importante para a manutenção da fluidez da saliva. Quando o paciente bebe menos água, a saliva fica pastosa e dificulta a higienização adequada do meio bucal. Essa condição de diminuição do fluxo salivar favorece a irritação da mucosa bucal, que se manifesta como áreas avermelhadas, descamadas e doloridas, seja na gengiva, língua ou mucosa da bochecha. Com a menor produção de saliva, também ocorrem mudanças na capacidade de neutralização dos ácidos produzidos pelas bactérias cariogênicas e maior possibilidade de acúmulo de placa bacteriana e desmineralização da superfície do esmalte.

O acúmulo de placa também está relacionado com a dieta, no primeiro mês a dieta é menos consistente, o que diminui o atrito do alimento e a remoção mecânica grosseira da placa bacteriana que se acumula na superfície dental. Até que os alimentos sejam reintroduzidos e a consistência da alimentação deixe de ser líquida e/ou pastosa, o paciente vai relatar que os dentes estão ásperos.

Dicas para depois da cirurgia

  • É necessário reaprender a mastigar e triturar os alimentos devido à nova condição estomacal, muito reduzida. Proteínas e carnes são a base da alimentação no pós-operatório. Boa dentição resulta em boa mastigação para alimentos mais consistentes;
  • Pacientes que perderam parcialmente os dentes deverão buscar a reabilitação para a efetiva mastigação;
  • Não descuide! Por ter que fazer refeições com maior frequência e mais prolongadas, pacientes operados podem ter maior risco de cáries. Os dentes precisam estar em ordem, pois serão utilizados de maneira mais efetiva;
  • Usuários de prótese total, devido ao emagrecimento, deverão fazer reajustes. A prótese tende a folgar e dificultar a mastigação;
  • Criar o hábito de consultar o dentista regularmente (duas vezes ao ano). Prevenção é fundamental.

Qual o papel do Dentista na sua nova realidade?

Como já deu pra perceber o dentista é um grande aliado para o seu processo bariátrico também. Ele vai te orientar e ajudar a manter sua saúde bucal em dia o que vai ajudar também no pós-cirúrgico. Veja qual o papel deste profissional na sua nova realidade:

  • Adequar o meio bucal por meio de raspagens e polimento dental;
  • Identificar e tratar lesões de cárie;
  • Orientação de higiene: técnicas de escovação, aplicação tópica de flúor e prescrição de enxaguatório bucal sem álcool e utilização do fio dental;
  • Esclarecer o paciente sobre as alterações bucais decorrentes da mudança alimentar do paciente: boca seca, gengiva irritada, áreas descamadas, etc;
  • Orientar o paciente quanto à ingestão de líquidos e a relação da hidratação com a qualidade da saliva;
  • Exame de tecidos moles para verificar lesões pré-existentes;
  • Acompanhamento radiográfico das superfícies interproximais, em especial de molares e pré-molares após a realização do procedimento cirúrgico;
  • Acompanhamento clínico do paciente após a cirurgia, com revisões periódicas, em especial durante o período de mudança de dieta (líquida, pastosa, branda) até que ela se normalize.

Ficou alguma dúvida? Converse com seu cirurgião bariátrico e peça mais informações sobre o assunto.
Para saber como funciona a cirurgia bariátrica conosco, clique aqui.

Suzanclin Vivalight
Unidades em Suzano, Mogi e Vila Guilherme
Nos acompanhe no facebook,  instagram e no youtube

Dia do Médico e Aniversário Suzanclin

Postado por Suzanclin em 18/out/2021 - Sem Comentários

A edição do Blog de hoje é muito especial por abordar 2 assuntos muito importantes, o primeiro é o Dia do Médico comemorado hoje, dia 18 e o segundo é o aniversário de 9 anos da nossa unidade matriz, localizada na rua Baruel em Suzano.

Começando pelo dia do médico, a escolha do dia 18 de outubro para homenagear os médicos no Brasil tem origem cristã. Nessa data, a Igreja Católica comemora o Dia de São Lucas, um santo que em vida foi médico e, por isso, é considerado o protetor dos médicos pelos católicos.

A comemoração desse dia, também é um meio de reconhecer e homenagear o trabalho desses profissionais, que tem como missão de vida o bem-estar dos seus pacientes e a minimização dos sofrimentos da população. Essa data simbólica nos permite agradecer a dedicação e o sacrifício de todos os médicos que já cuidaram de nós.

Além dessa profissão exigir muito tempo de dedicação, muitos médicos enfrentam muitas dificuldades todos os dias, como a falta de recursos e de estrutura em muitos hospitais do país.

Você sabe quais foram as primeiras áreas formadas na medicina?
Foram as especialidades de psiquiatria, pediatria e cardiologia. Mas o grande salto da profissão foi a partir do século XVI, quando descobriram o microscópio. No século XX também tivemos grandes conquistas como estudos da genética, microbiologia, bioquímica e outras áreas, onde foram desenvolvidas técnicas minuciosas de avaliação, possibilitando identificar as causas de várias doenças, tornando suas curas mais viáveis.

Os médicos são importantes para garantir a saúde de nossas vidas (a OMS define que ter saúde não é apenas não estar acometido por doenças, mas ter condições de manter um estado físico, mental, psicológico e social equilibrados, dando à pessoa mais qualidade de vida), pois se prepararam para isso. Dentre seus estudos estão o conhecimento do funcionamento do corpo humano, as doenças, como curar as doenças, como diagnosticar uma doença, como agem as medicações em nosso corpo, podendo administrar os melhores tratamentos possíveis.

Neste dia tão especial só podemos agradecer e parabenizar muito toda nossa equipe médica, em especial nossos médicos cirurgiões sócios Dr Jaime, Dra Isabel e Dr Vinícius.

Aniversário Suzanclin
Além do dia do médico, hoje foi também o aniversário de nossa unidade matriz, localizada em Suzano. A Suzanclin não poderia começar o texto sem ser agradecendo a todos os colegas e pacientes por todos esses anos de amizade e parceria. A empresa existe desde 1995, mas foi em 2012 que saímos da nossa unidade da Armando Salles para ir para a rua Baruel. A princípio esse movimento foi feito pelo aumento dos atendimentos dos pacientes e também pela possibilidade de criar salas de exames e um pequeno centro cirúrgico com qualidade muito superior à qualidade da clínica anterior. Hoje, 9 anos após a abertura, podemos dizer com tranquilidade que foi uma decisão acertada e que um dos motivos de a empresa aumentar tanto nesses anos foi atender em um local que suporte o nível de qualidade e atendimento que desejamos.

Hoje a unidade da Baruel é a nossa casa, grande parte dos nossos colegas atendem na unidade e a maioria dos nossos pacientes já tiveram ao menos 1 atendimento lá. Agradecemos a todos pelos momentos e lembranças coletados lá e manifestamos nossa vontade e compromisso de continuar atendendo e mudando vidas por vários outros anos.

 

Dia nacional de prevenção à obesidade

Postado por Suzanclin em 11/out/2021 - Sem Comentários

Hoje é um dia muito importante para falarmos sobre prevenção. Por aqui sempre falamos sobre alimentação saudável, atividades físicas e um estilo de vida saudável, justamente porque acreditamos que a prevenção é o melhor caminho para não se chegar a obesidade e é sobre isso que vamos falar hoje.

Obesidade no Mundo
A Organização Mundial de Saúde afirma: a obesidade é um dos mais graves problemas de saúde que temos para enfrentar. Os dados são alarmantes. Em 2025, a estimativa é de que 2,3 bilhões de adultos ao redor do mundo estejam acima do peso, sendo 700 milhões de indivíduos com obesidade (IMC acima de 30).

Aqui no Brasil, essa doença crônica aumentou 72% nos últimos treze anos, saindo de 11,8% em 2006 para 20,3% em 2019. Já em relação à obesidade infantil, o Ministério da Saúde e a Organização Panamericana da Saúde apontam que 12,9% das crianças brasileiras entre 5 e 9 anos de idade têm obesidade, assim como 7% dos adolescentes na faixa etária de 12 a 17 anos.

Esse é um cenário muito preocupante, porque a tendência é essa prevalência aumentar ainda mais no decorrer da vida por uma série de fatores. Na faixa etária dos 18 aos 24 anos, encontramos 33,7% de pessoas sobrepeso. Na faixa entre 40 e 59 anos, a prevalência vai de vez para as alturas: 70,3% dos indivíduos nessa idade estão com excesso de peso, isto é, a esmagadora maioria.

Na média geral, segundo a PNS 2019, 29,5% das mulheres têm obesidade — praticamente uma em cada três — contra 21,8 dos homens. O sobrepeso, por sua vez, foi encontrado em 62,6% delas e em 57,5% deles.

Vamos falar sobre alguns sinais e sintomas da obesidade?
O excesso de gordura tem efeitos negativos sobre todo o corpo, veja alguns deles:

  • Falta de ar e dificuldades respiratórias
  • Dores no corpo
  • Dificuldade para fazer esforços ou caminhadas
  • Dermatites e infecções fúngicas
  • Manchas escuras na pele
  • Impotência e infertilidade
  • Roncos noturnos e apneia do sono
  • Maior tendência a varizes e úlceras venosas
  • Ansiedade e depressão

Tratamento da obesidade
Existem diversos meios de tratar a obesidade e o sobrepeso mas é importante ressaltar que como a obesidade é multifatorial, quanto mais fatores você ataca, mais efetivo vai ser esse tratamento.

Além disso, não são todos os tratamentos que são para todos. Dependendo do grau e tempo de doença de obesidade de cada paciente ele poderá optar por tratamentos mais agressivos, desde um programa envolvendo medicações até uma cirurgia bariátrica.

Prevenção e Tratamento
Alguns hábitos estão ao alcance de todos e quanto antes você mudar seus hábitos, mais rápido você vai viver de forma saudável. São eles:

  • Pratique de atividades físicas
    Já pensou em encontrar atividades que você gosta e sinta prazer, pra começar a praticar de forma regular?  Bike, dança, natação, futebol, vale tudo. Procure o que você gosta, busque uma orientação profissional e comece o quanto antes.
  • Tenha uma alimentação balanceada
    Como anda sua alimentação? Acha que exagera nos doces, nos alimentos gordurosos, pula refeições e sempre substitui por lanche? Talvez esteja na hora de repensar isso. Coma comida de verdade, não precisa ser chato ou sem gosto. Comer bem é prazeroso e ainda contribui para uma boa saúde. Procure acompanhamento nutricional.
  • Tenha um sono de qualidade 
  • Procure ajuda psicológica
    É importante entender quais os gatilhos que podem te levar a comer mais ou não conseguir emagrecer. A mente tem que trabalhar a seu favor, pra isso é importante contar com ajuda de um profissional.
  • Se necessário, realize acompanhamento médico
    Pode ser que você tenha tentado emagrecer diversas vezes mas sem sucesso. Se isso aconteceu com você talvez seja o momento de buscar ajuda médica e ver qual o melhor tipo de tratamento pra você.

Saiba mais sobre como funciona o passo a passo da Cirurgia Bariátrica conosco clicando aqui.

Existem contraindicações para realizar a Bariátrica?

Postado por Suzanclin em 04/out/2021 - Sem Comentários

A cirurgia bariátrica é um dos, se não for o melhor, meio de tratamento rápido da obesidade ou de comorbidades que a mesma traz, mas é importante lembrar que nem todo paciente pode realizar a cirurgia. Pensando nisso, hoje trouxemos um explicativo para vocês sobre as contraindicações para a cirurgia bariátrica.

Então vamos lá, existe uma diferença entre o paciente que não possui a indicação cirúrgica e o paciente que possui contraindicação. Quando falamos que um paciente não possui indicação cirurgia, significa que ele não tem os pré-requisitos para realizar a cirurgia bariátrica. Já os pacientes que possuem contraindicação são os pacientes que não podem realizar a cirurgia por algum outro motivo (mesmo que possuam alguns dos requisitos pré-cirúrgicos).

As contraindicações da cirurgia bariátrica hoje se referem a pacientes que tem alta propensão a não seguir as instruções pré e pós cirúrgicas e também é contraindicada para pacientes que possam vir a correr algum risco adicional não justificável no procedimento. Portanto, dentre as contraindicações podemos citar:

  • Pacientes com depressão endógena, alcoólatras e usuários de drogas;
  • Pacientes que, devido à instabilidade emocional e/ou psicológica, considerem impossível realizar o acompanhamento e a obediência às instruções dietéticas pós-operatórias;
  • Crianças e adolescentes (exceto em situações médicas especiais);
  • Mulheres grávidas;
  • Pacientes com hérnia hiatal volumosa, varizes esofágicas, doenças imunológicas ou inflamatórias do trato digestivo superior que venham a predispor o indivíduo a sangramento digestivo ou outras condições de risco;
  • Pacientes com doença cárdio-pulmonar severa e descompensadora que influenciem a relação risco-benefício;
  • Pacientes que tenham tido ou suspeitado de alguma manifestação alérgica a algum dos componentes do sistema.

É importante notar que a grande maioria desses casos citados poderá esperar um tempo e realizar a cirurgia após esse fator que o impedia ter sido resolvido. A nossa saúde não é brincadeira e, uma vez que a cirurgia possa te trazer algum prejuízo em relação ao estado anterior à mesma, iremos suspender o processo e entender como fazer para esse paciente não sofrer esse prejuízo.

Se você tem interesse em realizar a cirurgia bariátrica mas não sabe se é ou não pra você, confira os pré-requisitos e agende sua consulta de avaliação. Nossos profissionais vão avaliar o seu caso e te ajudar a ver qual o melhor tratamento no seu caso. Com certeza nossa equipe vai te ajudar a encontrar a melhor solução.